Calêndula

Por Cris Marcondes

 Neste artigo, você vai aprender sobre:

1. Óleo Herbal de Calêndula como uma Base

2. Óleo Essencial de Calêndula para Cura Autônoma

3.  4 Incríveis Ações do Óleo de Calêndula

4. Como Fazer suas Próprias Preparações de Calêndula

Marigold no mundo da jardinagem é mais conhecido como calêndula no mundo dos remédios botânicos. Está incluída em jardins orgânicos por sua capacidade de diminuir insetos prejudiciais e atrair insetos benéficos, provando-se como uma planta complementar valiosa para qualquer jardim. Além disso, cada parte de Marigold (calêndula) é comestível, e seus benefícios de cura vêm em muitas formas.

Óleo Herbal de Calêndula como uma Base

As brilhantes pétalas douradas de uma flor de calêndula são ricas em compostos medicinais e óleos essenciais. Alguns dos primeiros remédios usando calêndula teriam utilizado esses componentes, mesmo sem o uso de destilação a vapor. A calêndula pode ser usada em simples preparações herbais, como cataplasmas e chás, e em preparações mais potentes (mas ainda simples!), como infusões de óleo de ervas.

Quando os componentes ativos das pétalas da calêndula são extraídos e combinados com um óleo base, esse óleo torna-se uma infusão de calêndula, carregando ambos os benefícios, os originais e os da própria calêndula. Parte do conteúdo do óleo essencial também se ajusta à esse tipo de preparação, tornando-a uma fórmula vencedora.

Ideal para: bálsamos, pomadas e loções, diluição de óleos essenciais e aplicação tópica direta.

Óleo Essencial de Calêndula para Cura Autônoma


Agora que podemos extrair os próprios óleos essenciais, as plantas floridas perfumadas assumem uma nova luz. A calêndula indubitavelmente utiliza seus óleos essenciais para as lendárias ações benéficas de planta complementar que ela executa. A capacidade de aproveitar essas ações e aplicá-las aos nossos objetivos de saúde e bem-estar é bastante emocionante, você não acha?


4 Incríveis Ações do Óleo de Calêndula

Se você prefere o óleo essencial autônomo ou mesmo a combinação de conteúdo de óleo essencial, juntamente com compostos medicinais completos extraídos no óleo base, existem algumas ações abrangentes e incríveis com as quais você irá se beneficiar. Aqui estão as quatro melhores a considerar, tendo em mente que estas são ações amplas que podem abranger uma variedade de aplicações.

Use a calêndula contra:

1. Bactéria

Ao longo da história, o óleo de calêndula foi usado como um tratamento antibacteriano para o tratamento de feridas. Na Primeira Guerra Mundial e guerras anteriores, a calêndula foi um óleo herbal primário para os primeiros socorros incluído nos bálsamos, cremes ou cataplasmas para afastar a infecção. Se não fosse em um cataplasma, um extrato ou infusão de calêndula era mais provável de ser usada em suas preparações, mantendo as propriedades medicinais de uma forma utilizável.

Um artigo na revista Evidence Based Complémentary and Alternative Medicine demonstra a habilidade da calêndula de acalmar e curar feridas, confirmando o uso histórico e dando uma imagem da(s) maneira(s) como funciona no corpo. Uma nota interessante que os autores incluíram foi que "a atividade antibacteriana é devido à presença de flavonoides e óleos essenciais em C. officinalis (nome científico da calêndula)".

Isso nos dá uma boa variedade de usos para a calêndula, de extratos e infusões que retém um pouco de conteúdo do óleo essencial, até o próprio óleo essencial, para efeitos antibacterianos mais específicos e potentes.

Indicações: Sprays curativos, bálsamos calmantes, óleos de limpeza.

2. Aparecimento de Fungos

Os óleos essenciais são frequentemente encontrados como antifúngicos, sem dúvida como uma função de seu papel na proteção da planta da qual eles originaram. Esta é uma excelente notícia para nós, já que os óleos essenciais têm aplicações fáceis e são (geralmente) agradáveis de usar.

O óleo essencial de Calêndula foi testado quanto a suas capacidades antifúngicas no laboratório - in vitro - por pesquisadores brasileiros em 2008. Vinte e três cepas de fungos foram escolhidas e o óleo essencial de calêndula foi introduzido em cada um deles em uma placa de Petri. O resultado?

Os resultados do ensaio antifúngico mostraram pela primeira vez que o óleo essencial possui boa atividade potencial antifúngica: foi efetivo contra as 23 cepas clínicas de fungos testadas.

Podemos colocar o óleo essencial de calêndula no ranking de outros potentes antifúngicos, promovendo seu status como indispensável para cura e proteção.

  • Indicações: Difusão, sprays de limpeza, bálsamos de cura e proteção

3. Queimadura solar

O protetor solar é importante para proteger a pele contra os raios solares que são potenciais causadores de câncer, mas os aditivos e ingredientes do protetor solar comercial podem ser tóxicos por si mesmos! A busca por um protetor solar efetivo, natural, idealmente DIY (Faça Você Mesmo) continua. Uma alternativa natural precisa ser eficaz em estudos - não apenas anedóticos ou observacionais - porque você não pode necessariamente ver ou sentir o dano que os raios UVA estão infligindo.

Em 2012, o óleo essencial de calêndula foi testado quanto à sua capacidade de proteção UV, misturado em um creme protetor solar com uma diluição de 5%. Não foram realizados estudos anteriores; a inspiração para experimentá-lo veio do uso tradicional. Felizmente, o óleo essencial de calêndula teve boa capacidade de proteção solar como parte de um creme protetor.

Se você está fazendo sua própria fórmula de proteção solar ou procurando por uma opção comercial natural, a calêndula é um ingrediente a ser observado!

Indicações: Loção protetora diária, spray calmante para queimaduras solares, inclusão regular em cosméticos.

4. Inflamação

A inflamação tópica varia de distrações desconfortáveis a problemas dolorosos. As ervas, as flores e os óleos essenciais anti-inflamatórios têm um lugar bem merecido nos remédios naturais, e a calêndula é um dos melhores. Em um resumo das principais monografias para extratos de calêndula e óleo essencial, os pesquisadores observam:

A flor de calêndula é usada para compressas em feridas pouco cicatrizadas, hematomas, erupções cutâneas, bolhas e dermatite.

Isso apoia o uso tradicional de pétalas de calêndula e extratos para acalmar inflamações e feridas e dá-lhe um lugar proeminente em nossos armários de medicina natural. Mantenha a ambos à mão, um extrato e o óleo essencial pela versatilidade.

Indicações: Cataplasmas, bálsamos curativos, sprays calmantes.

Como Fazer suas Próprias Preparações de Calêndula

A calêndula é uma excelente "porta de entrada" para os remédios naturais. Mantenha uma variedade de preparações à mão para tirar o máximo proveito desta importante flor herbal.

  • As pétalas secas podem ser usadas em cataplasmas para inchaços, picadas e arranhões.

  • Os extratos de óleo podem ser transformados em bálsamos curativos.

  • O óleo essencial pode ser adicionado a sprays, bálsamo e outras preparações, bem como difundidos.

Adquira o seu óleo essencial de uma fonte confiável que será livre de pesticidas, de preferência orgânica certificada, e use-o em diluições de 3-5% em suas preparações cosméticas e tópicas.

As pétalas podem ser compradas em lojas de alimentos saudáveis ou lojas online de ervas. Elas devem estar completamente secas e com cor amarela ou laranja brilhante.

Crie uma simples infusão / extração de óleo para bálsamos e uso de óleo base, colocando as pétalas em óleo de coco ou oliva na proporção de 1:5 erva para óleo por peso. Deixe assentar em um forno aquecido por várias horas, então remova a matéria herbal e aproveite!


Você gostou? Quer aprender mais sobre o uso dos óleos essenciais para melhorar a sua saúde?

Você sabia que os óleos essenciais também podem ser usados para ajudar nos casos de dores, inflamações, infecções na pele, problemas respiratórios ou disfunções metabólicas como a diabetes?

E ainda podem agir na redução de celulites, estrias, rugas e rejuvenescimento facial?

Se você quer aprender a fazer mais receitas com esses produtos 100% naturais para te ajudar com dores no corpo, dores de cabeça, estres, ansiedade, insônia, TPM, pressão alta, problemas intestinais entre outros, clique no botão abaixo para assistir um vídeo e aprender mais.


Sobre a autora:


Cris Marcondes é farmacêutica e atua há 11 anos chefiando equipes de desenvolvimento de medicamentos em multinacionais da área farmacêutica. 
Há 5 anos começou a estudar e a desenvolver diversas fórmulas com óleos essenciais para uso pessoal – óleos relaxantes, cremes e sabonetes terapêuticos, aromatizantes para o sono e diversos produtos para seu marido e filho.Hoje divide seu tempo escrevendo sobre suas experiências e ensinando outras pessoas a melhorarem suas vidas com óleos essenciais.


As informações fornecidas neste artigo foram retiradas da experiência da autora e embasados por estudos científicos referendados. São de caráter informativo e não se destinam a substituir tratamento de seu médico ou de outro profissional de saúde.

Fontes:

  1. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3270572/

  2. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3768360/

  3. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3326776/

  4. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3834722/