Óleo Essencial de Arnica

Por Cris Marcondes

Neste artigo, você vai aprender sobre:

  1. Tipos de Arnica

  2. Como Usar o Óleo de Arnica

  3. Fazer ou Comprar o Óleo de Arnica

A frase: coloca um pouco de arnica, tornou-se a versão do mundo da saúde natural para o "passa gelol que passa". A Arnica é tipicamente referida nesta moda de termos descritivos e usada como um alívio de hematomas e contusões. Mas o que exatamente todos estão falando e o que ela faz?

Tipos de Arnica

Antes que possamos falar sobre o óleo de arnica, é importante saber a que o termo "arnica" pode se referir. O óleo de arnica de uma pessoa é o remédio homeopático de arnica de outra pessoa; os dois são muito diferentes, mas ambos podem ser tratados simplesmente como arnica. Além disso, todos eles são derivados da Arnica Montana, então mesmo o nome em Latim não é suficiente para distinguir a diferença.

Homeopático

O remédio homeopático de Arnica é um comprimido interno que se dissolve em sua boca. Os remédios homeopáticos são feitos de uma substância incrivelmente diluída - tanto que às vezes é considerada apenas a essência da substância. A premissa é que eles podem ser tomados para efeitos que são semelhantes à doença, fazendo com que o corpo lide com a doença por conta própria. Assim, uma substância inflamatória seria usada para inflamação.

No caso da arnica, os efeitos tóxicos da matéria herbal são diluídos e reduzidos a uma substância homeopática que é segura para ingestão e usada para estimular o corpo a curar não apenas contusões, mas doenças internas.

Óleo Infundido ou Extraído

Enquanto os remédios homeopáticos de arnica são seguros para uso interno devido à sua preparação incrivelmente reduzida (não é viável em casa - você deve comprá-los!), a matéria herbal não é. Não importa, porém; já que a arnica tem muitos usos sem a necessidade de ingeri-la.

O uso mais comum da matéria herbal da arnica é um óleo infundido ou extraído. Muitas vezes usado como um óleo base  ou para fazer compressas, o óleo de arnica é seguro para feridas que não racharam a pele.

Óleo Essencial de CO2

Uma preparação relativamente nova que está ganhando força. Algumas fontes fornecem um "óleo essencial" de arnica que extrai as propriedades em uma preparação que associamos aos óleos essenciais, como a produção de óleo de baunilha. A extração de dióxido de carbono funciona com pétalas delicadas para obter seus óleos benéficos.

Embora este não seja tecnicamente um óleo essencial, o produto final é semelhante. No entanto, devido às toxinas presentes na arnica, o uso deve refletir o do extrato. Na pele rachada e o uso interno são contraindicados, e até a difusão ou inalação estão fora de questão.

Como Usar o Óleo de Arnica

A homeopatia é um campo intrigante, mas hoje, vamos nos concentrar nos benefícios do óleo de arnica - seja extraído tradicionalmente ou através de extração de óleo essencial de CO2.

O óleo de Arnica funciona bem como uma base para outros óleos essenciais calmantes e curativos, como gerânio lavanda, e pode ser rapidamente misturado para se aplicar a contusões e hematomas para uma cura mais rápida.


Calmante

O principal uso para o óleo de arnica é o de curar feridas (quando estão fechadas). Mas a cura vem em muitas formas e pode ser alcançada de várias maneiras. As mães que mantêm a arnica à mão para um machucado na criança, também podem compartilhá-la com suas próprias mães que estão se recuperando de cirurgia.

Um estudo muito recente (2016) acompanhou o uso do óleo de arnica em um ambiente pós-operatório. Embora o óleo não tenha sido usado no campo de incisão aberta, foi considerado útil para “dor pós-traumática e pós-operatória, edema e equimoses”.

Todos precisamos de calmantes em algum momento ou outro, mesmo que pareçamos estar além dos tropeços e quedas da infância. Manter o óleo de arnica à mão pode fornecer um remédio rápido para inchaço, inflamação e dor.

Curativo

Como um tratamento tópico, esperamos que o óleo de arnica penetre na pele, seja usado e desintoxique a área e, em última análise, tenha um efeito sobre o corpo por meio da barreira da pele. No entanto, existem outras ações além do simples alívio da dor.

Uma avaliação das ações do óleo de arnica revelou capacidades antioxidantes que sustentam o uso tradicional da arnica “no tratamento de distúrbios da pele.”  Por que a conexão? Os antioxidantes reparam o dano no nível celular, então o alívio que você sente depois de usar arnica não é apenas entorpecimento ou relaxamento. É a cura real das células.

Restaurar

Outro aspecto de alívio da dor do óleo de arnica leva-nos a momentos de pós-treino, quando você testou seu corpo e agora está descansando, colhendo os frutos de seus esforços. Frutos tensos, desconfortáveis e até dolorosos de seus esforços.

Enquanto nada pode nos dar o alívio completo da dor pós-treino, mais do que algo poderia magicamente aumentar o desempenho atlético, os efeitos restauradores da arnica podem ajudar a relaxar.

Isso foi demonstrado em um teste cego utilizando o gel de arnica. Após um treino intenso e nos dias que se seguiram, os participantes aplicaram seu gel (alguns placebo, outros arnica) para quadríceps doloridos. Os melhores resultados foram alcançados nos últimos dias após um treino, quando o corpo está se restaurando e se reparando.

Fazer ou Comprar o Óleo de Arnica

O óleo de arnica, usado corretamente, é uma das ferramentas mais importantes para nosso kit de primeiros socorros de óleos essenciais. Por ser comumente usado como um extrato, a tentação de fazer o seu próprio óleo infundido ou extraído existe. Embora isso não seja impossível, eu pessoalmente não o recomendo.

Devido à natureza instável do óleo quando preparado ou usado de forma inadequada, os métodos caseiros típicos de extração e infusão não são recomendados.

Os extratos podem ser facilmente comprados através de qualquer fornecedor de produtos herbais, e eles fazem excelentes óleos base para outros óleos essenciais de cura. Verifique as marcas que sua loja tem disponíveis e apenas escolha empresas respeitáveis e de alta qualidade.

Eu pessoalmente prefiro a via de extração de óleo essencial de CO2. Por quê? Porque é fácil de integrar aos meus usos de óleo essencial, e porque tem uma composição mais consistente do que os extratos tradicionais.

Lembre-se de diluir bastante o óleo essencial de arnica de CO2 - minha fonte favorita sugere .5-1% ou menos - e evite o uso interno, na pele rachada e a difusão ou inalação.


Você gostou? Quer aprender mais sobre o uso dos óleos essenciais para melhorar a sua saúde?

Você sabia que os óleos essenciais também podem ser usados para ajudar nos casos de dores, inflamações, infecções na pele, problemas respiratórios ou disfunções metabólicas como a diabetes?

E ainda podem agir na redução de celulites, estrias, rugas e rejuvenescimento facial?

Se você quer aprender a fazer mais receitas com esses produtos 100% naturais para te ajudar com dores no corpo, dores de cabeça, estres, ansiedade, insônia, TPM, pressão alta, problemas intestinais entre outros, clique no botão abaixo para assistir um vídeo e aprender mais.


Sobre a autora:


Cris Marcondes é farmacêutica e atua há 11 anos chefiando equipes de desenvolvimento de medicamentos em multinacionais da área farmacêutica. 
Há 5 anos começou a estudar e a desenvolver diversas fórmulas com óleos essenciais para uso pessoal – óleos relaxantes, cremes e sabonetes terapêuticos, aromatizantes para o sono e diversos produtos para seu marido e filho.Hoje divide seu tempo escrevendo sobre suas experiências e ensinando outras pessoas a melhorarem suas vidas com óleos essenciais.


As informações fornecidas neste artigo foram retiradas da experiência da autora e embasados por estudos científicos referendados. São de caráter informativo e não se destinam a substituir tratamento de seu médico ou de outro profissional de saúde.