Tudo Sobre o Óleo Essencial de Lavanda

Por Vanessa Flores

Se você ainda não entende nada de aromaterapia e não tem idéia de como começar a usar e sentir na pele os benefícios dessa terapia fantástica, minha sugestão é que dê o primeiro passo lendo esse artigo sobre o óleo essencial de Lavanda, que considero o meu preferido, pois é versátil (podemos usá-lo de várias formas para diversas situações), acessível (mais fácil de encontrar do que alguns óleos mais raros e caros), de odor agradável (a aceitação do cheiro desse óleo é a melhor), seguro para o uso em bebês, crianças, gestantes e idosos (não tem contraindicações documentadas), além dos benefícios que iremos tratar aqui.


Provavelmente você já leu algum artigo que mencionava alguns de seus benefícios, mas hoje quero dedicar um post exclusivamente ao óleo essencial de lavanda e te contar suas principais propriedades já comprovadas cientificamente!

A lavanda resistiu à prova do tempo, despertando interesse em tantas eras, culturas e gerações, uma evidência das capacidades variadas e efetivas que ela possui. Por mais de 2.500 anos foi documentada em usos medicinais e religiosos, de textos antigos até movimentos modernos. Começando com a mumificação egípcia, a lavanda seguiu para casas de banho romanas, perfumes e culinária. Mais tarde, é possível que Maria tenha ungido os pés de Jesus com ela, pois os gregos se referiam a ela como Nardus uma referência a cidade de Naardus, perto da região do rio Eufrates, na Síria (possivelmente a moderna cidade de Dohuk, Iraque), relatado biblicamente como nardo:

“Então Maria, tomando uma libra de bálsamo de nardo puro, de grande preço, ungiu os pés de Jesus, e os enxugou com os seus cabelos; e encheu-se a casa do cheiro do bálsamo.” João 12:3 - Versão Almeida Revista e Atualizada

Já nos tempos modernos, a lavanda é creditada como o óleo essencial que Gattefosse (químico francês) instintivamente cobriu seu braço queimado, despertando um interesse renovado nos óleos essenciais e inspirando o termo aromaterapia!





Propriedades da Lavanda para a Saúde

Embora por milênios a lavanda tenha sido usada com base na tradição e sabedoria antiga, a ciência moderna está apenas descobrindo os mecanismos dos benefícios da lavanda e seus ricos benefícios para a saúde. Para começar a analisar suas capacidades, vejamos as 5 melhores propriedades que o óleo essencial de lavanda traz à tona.



A Lavanda é um Potente Antioxidante

Um tema recorrente em qualquer discussão sobre saúde natural, os antioxidantes são, de fato, os super curandeiros que nossa cultura precisa. Os radicais livres criados por toxinas, poluentes, produtos químicos e mesmo estresse são os culpados por uma cascata de danos celulares, inibição imune e riscos ilimitados para a saúde - incluindo doenças crônicas e câncer.

Se os radicais livres são os vilões, os antioxidantes são os heróis.

O próprio corpo cria antioxidantes na forma das enzimas glutationa peroxidase (GSH-Px), superóxido dismutase (SOD) e catalase (CAT), entre outras. Mas expomos nossos corpos a um ataque de radicais livres e mantemos nossos corpos em estilos de vida sedentários, então nossa produção natural nem sempre é suficiente.

Não muito tempo atrás, pesquisadores chineses observaram que o óleo essencial de lavanda atenuaria os três principais níveis de enzimas antioxidantes em camundongos no primeiro dia de tratamento. Na Romênia, os pesquisadores observaram atividade similar usando lavanda inalada por uma hora por dia - e este estudo também observou proteção contra a morte celular (apoptose) que pode levar a doenças graves e câncer.


A Lavanda Pode Ajudar a Controlar o Diabetes

A medicina tradicional da Tunísia utiliza a lavanda, cultivada em sua região, como remédio e auxílio à saúde. Em 2014, cientistas locais lançaram os resultados de um estudo que realizaram para determinar como esse remédio tradicional realmente funciona. Suas descobertas foram fascinantes. Os pesquisadores estabeleceram um estudo sobre ratos diabéticos tratados com óleo essencial de lavanda durante 15 dias. O tratamento os protegeu contra o aumento da glicose no sangue, a presença de radicais livres não mitigados, o esgotamento de antioxidantes, disfunção hepática e renal, a inclinação para doenças metabólicas e ganho de peso - todos são componentes do diabetes como uma doença. Os antioxidantes potentes como o óleo essencial de lavanda são aliados na busca de saúde a longo prazo, e este estudo enfatizou suas habilidades.

Com mais pesquisas e respostas concretas, talvez um dia o óleo essencial de lavanda e outros tratamentos naturais sejam o padrão para prevenção e alívio diabético!





A Lavanda Protege a Saúde Neurológica

Enquanto os pesquisadores da Tunísia estavam analisando a saúde metabólica, a lavanda estava no centro das pesquisas neurológicas publicadas, e por razões semelhantes - para confirmar o uso tradicional de longa data. O óleo essencial de lavanda tem sido usado há muito tempo para o estresse, dores de cabeça, depressão e ansiedade, que se enquadram no leque das condições neurológicas.

Assim como a confirmação do auxílio diabético e metabólico foi descoberta em 2014, as habilidades neuroprotetoras da lavanda foram confirmadas várias vezes em 2012 - o ano da lavanda! Em outras palavras, a ciência e a história estão lentamente, mas certamente reunidas em bases comuns.

Uma revisão completa da literatura encontrou o caminho para o Jornal Internacional de Psiquiatria em Prática Clínica em 2010, confirmando a eficácia do óleo de lavanda na amplitude de sete estudos separados. Uma cápsula de óleo essencial de lavanda sob o nome de Silexan mostrou aliviar consistentemente sintomas como distúrbios do sono, ansiedade e baixa qualidade de vida. Além disso, ninguém relatou efeitos colaterais, interações ou sintomas de abstinência. Se você já encontrou uso farmacêutico para essas condições, você sabe o quão incrível é essa afirmação!

As proezas neurológicas da lavanda não param por aí. As pesquisas confirmam repetidas vezes suas propriedades incríveis.

  • Um estudo de 2012 realizado na Alemanha demonstrou os benefícios restaurativos do vapor inalado do óleo essencial de lavanda. Com 60 minutos por dia inalado por ratos com demência, a lavanda demonstrou prevenir o estresse oxidante induzido por escopolamina.

  • O mesmo estudo levou em consideração o Transtorno de Estresse Pós-Traumático, encontrando melhora significativa no sono, humor e saúde, além de redução da depressão em indivíduos que estavam atormentados com o TEPT.

  • No mesmo ano, a Terapias Complementares em Práticas Clínicas publicou um estudo de controle que destacou os benefícios da lavanda para as mulheres pós-parto. Vinte e oito mulheres com alto risco de depressão pós-parto encontraram diminuição nos sintomas de ansiedade e depressão sob um plano de tratamento de quatro semanas de aromaterapia com lavanda.

  • Finalmente, em 2012, o Jornal Moléculas (Molecules) tomou uma rota neurológica diferente quando publicou a teoria de que a lavanda pode ser um tratamento que vale a pena considerar para o AVC. Sim, você leu certo! De acordo com o estudo, “Em comparação com o grupo modelo, o tratamento com óleo de lavanda diminuiu significativamente os resultados de déficit neurológico, dimensão do infarto, os níveis de [radicais livres] e atenuou os danos aos neurônios [e antioxidantes].”

    Lavanda Como um Agente Antimicrobiano

    Assim como a lavanda é inalada para a saúde neurológica, também é utilizada como protetor anti microbiano contra infecções e distúrbios. Quase cem estudos foram realizados e publicados sobre esse assunto, confirmando repetidamente o que a história já sabia ser verdade.

    A sabedoria geracional raramente usava óleos isoladamente ao tratar doenças infecciosas. A combinação de óleos cria uma reação sinérgica, maximizando o potencial de cada óleo. Isso foi validado pela ciência.

    Cientistas da Universidade da Witwatersrand, África do Sul, descobriram que 75,6% das quarenta e cinco misturas que tentaram produziram resultados favoráveis. Das misturas usadas, as misturas lavanda-canela e lavanda-laranja foram as mais poderosas. Candida albicans e Staph aureus (ambas, causas frequentes de doenças tópicas e respiratórias) foram suscetíveis a uma proporção de 1:1 destes óleos.



    Lavanda Acalma e Cura a Pele

    Esses componentes antimicrobianos e antioxidantes fecha o círculo neste último (e certamente não menos importante) dos principais benefícios do óleo essencial de lavanda.

    Particularmente quando misturado com um óleo base calmante como aloe ou coco - 10 gotas por 30 ml - a lavanda é altamente eficaz contra queimaduras solares, pele seca, pequenos arranhões e cortes e aftas. Mesmo algumas reações alérgicas de tipo imediato podem ser amenizadas com lavanda!

    Como parte de uma pomada calmante e suave para uso diário, a lavanda combina bem com o óleo essencial de sândalo.

    Se alguma das indicações mencionadas aqui fizer parte de sua vida, quero te encorajar a experimentar esse óleo essencial e se aprofundar nesse universo! Garanto que mudará sua vida, como já mudou de milhares de pessoas!


Bom, espero que vocês tenham gostado das dicas, que usem e compartilhem com as pessoas que amam para que essas, por sua vez, possam também usufruir do melhor que a natureza tem para nos oferecer!

Ah... não se esqueça de compartilhar esse artigo com as pessoas que você ama e deixe seu comentário ou sua dúvida aqui em baixo, ficaremos muito felizes em ajudar!

Quer aprender mais sobre o uso dos óleos essenciais para melhorar a sua saúde?

Você sabia que os óleos essenciais também podem ser usados para ajudar nos casos de dores, inflamações, infecções na pele, problemas respiratórios ou disfunções metabólicas como a diabetes?

E ainda podem agir na redução de celulites, estrias, rugas e rejuvenescimento facial?


Se você quer aprender a fazer mais receitas com esses produtos 100% naturais para te ajudar com dores no corpo, dores de cabeça, estres, ansiedade, insônia, TPM, pressão alta, problemas intestinais entre outros, clique no botão abaixo para assistir um vídeo e aprender mais.



Sobre a autora:


Vanessa Flores é farmacêutica há mais de 7 anos, apaixonada pela profissão desde criança,  motivada pela curiosidade e criatividade, buscando novas soluções para os problemas do dia a dia...
Possui experiência em indústria farmacêutica,  manipulação de fórmulas, drogaria e atua há 5 anos na área pública. Teve seu primeiro contato com a aromaterapia há 2 anos, quando buscava alternativas para as crises alérgicas de seu filho, desde então dedica as horas livres a aprender e a compartilhar  seu conhecimento e experiências a fim de que todos tenham oportunidade de mudança de vida através da aromaterapia.


Nota: As informações fornecidas neste artigo foram retiradas da experiência da autora e embasados pelos de estudos científicos referendados abaixo. São de caráter informativo e não se destinam a substituir tratamento de seu médico ou de outro profissional de saúde.