Camomila Romana Para Reduzir o Estresse, a Inflamação e Problemas Digestivos

Por Cris Marcondes

 Neste artigo, você vai aprender sobre:
  1. A Camomila Através da História

  2. Uso Completo das Ervas

  3. Principais Usos do Óleo Essencial de Camomila Romana

  4. Preparações de Camomila Romana

As variedades de camomila são conhecidas por seus efeitos calmantes sobre o sistema nervoso, assim como sobre o sistema digestivo. A camomila romana difere ligeiramente da camomila alemã mais comumente usada, mas ainda tem peso em ambos os mundos, herbal e óleos essenciais.

A Camomila Através da História

Como florações anuais e parte da família da margarida, as variedades de camomila abrangem múltiplas espécies. Dependendo da sua localização e origem, você pode ver a camomila alemã (Matricaria chamomilia) como a camomila verdadeira e a camomila romana (Anthemis nobilis) como a variação, ou vice-versa.

Ambas as espécies - assim como muitas subespécies e variedades - foram cultivadas e usadas ao longo da história, o que remete aos antigos gregos e romanos. Tal como acontece com muitas plantas de ervas, a forma aromática do óleo essencial alertou os antigos para as plantas à medida que as flores ou as folhas eram pisadas ou escovadas e o óleo volátil liberado.

Uso Completo das Ervas

De acordo com o Centro Médico da Universidade de Maryland,

Tradicionalmente, a camomila romana tem sido usada para tratar náuseas, vômitos, azia e gases. É frequentemente usada hoje em dia para aliviar a ansiedade. Usada na pele, também pode reduzir a inflamação de cortes ou hemorroidas. Às vezes é usada para aliviar o desconforto do eczema e gengivite (gengivas inchadas). (1)

A camomila pode ser preparada como um chá, cataplasma, pó, extrato e óleo essencial. Várias preparações foram estudadas por suas ações. Por exemplo, a capacidade digestiva da camomila romana foi demonstrada em forma de extrato, tanto como tratamento para a redução de açúcar no sangue quanto como tratamento gastrointestinal calmante e protetor. (23)

As preparações de óleos essenciais contêm compostos específicos em quantidades maiores do que as que estão na erva inteira, que não conterá outros compostos como a preparação completa contém. Onde falta pesquisa sobre a camomila romana, podemos avaliar sua composição para verificar usos tradicionais e orientar aplicações modernas.

Principais Usos do Óleo Essencial de Camomila Romana

O óleo essencial de camomila alemã é composto principalmente de compostos de camazuleno e bisabolol e é indicado para alguns benefícios digestivos básicos, inflamação e alivio da dor.

O óleo de camomila romana tende a ser um pouco mais variado. Seus constituintes incluem pinenos, canfeno, 1,8-cineol e terpenos, e é indicado para proteção antisséptica mais variada, ansiedade e alívio da depressão, ações antiespasmódicas e tônicas e muito mais. (4)

Aqui estão os principais usos do óleo essencial de camomila romana como orientado pela literatura, embora como um óleo essencial bastante seguro, a maioria dos usos tradicionais pode ser considerada, e vale a pena tentar também.

1. Alívio da Ansiedade Aguda

Situações estressantes muitas vezes podem se perpetuar - à medida que a situação se torna mais estressante, a resposta do corpo pode agravar os problemas, tornando-os ainda mais estressante, e assim por diante.

A hospitalização em uma Unidade de Cuidados Intensivos pode exibir esse problema cíclico, e medidas para aliviar a ansiedade estão sendo exploradas como uma maneira de baixa intervenção para reduzir esse tipo de ansiedade aguda, permitindo aos pacientes relaxarem, dormir e curar durante o processo de tratamento.

Um estudo publicado na revista Evidence Based Complementary and Alternative Medicine deu aos pacientes em cuidados intensivos, tratamentos com uma mistura de aromaterapia de camomila romana, neroli, e lavanda. Graças aos óleos essenciais, eles conseguiram relaxar, combater a ansiedade e dormir melhor. (5)

Indicações: Inalação para alívio da ansiedade em situações estressantes.

2. Melhoria dos Cuidados Paliativos

O estresse médico em um nível completamente diferente é demonstrado em cuidados de longa duração e cuidados paliativos para pacientes cronicamente doentes. Esse nível de ansiedade e depressão é menos agudo, mas tão difícil de superar quanto.

Em 1999, como as terapias complementares estavam realmente começando a ganhar popularidade, os pacientes com cuidados paliativos apresentaram melhor qualidade de vida quando a massagem foi incorporada aos cuidados. Então, quando a aromaterapia foi adicionada à massagem através do óleo essencial de camomila romana, o alívio da ansiedade e a saúde física e psicológica foram melhorados. (6)

Indicações: Massagem com aromaterapia e tratamentos tópicos para alívio da ansiedade

3. Cura Anti-inflamatória

O óleo essencial de camomila romana é usado para efeitos anti-inflamatórios, o que é adequado para a cicatrização de feridas. Em um estudo, a camomila romana foi incluída em uma mistura de uma variedade de óleos essenciais e diluída em um banho de limpeza ou assento. Então, as mães que receberam episiotomia durante o nascimento usaram os tratamentos como parte de seu processo de cura bem sucedido. (7)

Os efeitos anti-inflamatórios, sem dúvida, contribuíram para o processo de cicatrização que foi demonstrado, assim como efeitos antibacterianos que ajudaram a reduzir o risco de infecção.

Indicações: bálsamos curativos, sprays ou banhos

4. Restauração Antioxidante

A análise de óleos essenciais de ambas as camomilas, alemã e romana, indica fortes efeitos antioxidantes. Das duas, a camomila romana contém níveis de antioxidantes significativamente maiores. (8)

Os antioxidantes percorrem o corpo em um nível celular para rejuvenescer a saúde e reparar o dano. Esses níveis fazem sentido em vista dos benefícios tradicionais da cicatrização da pele e do bem-estar digestivo, que podem ser afetados pelas ações de limpeza a nível celular.

Indicações: Bem-estar digestivo, tratamentos tópicos para cicatrização e rejuvenescimento da pele.

5. Saúde Digestiva

Na pesquisa sobre óleos essenciais de camomila alemã e romana para digestão está faltando a literatura científica. No entanto, a pesquisa sobre seus constituintes químicos individuais é abundante.

Por exemplo, a camomila romana é rica em 1,8-cineol, uma química que demonstrou ter benefícios significativos para a saúde gastrointestinal. O jornal Alimentação e Química (Food and Chemical) publicou um estudo sobre este tópico, onde as propriedades anti-inflamatórias de 1,8-cineol foram tão eficazes que os resultados "sugerem seu valor potencial como agente aromatizante dietético na prevenção da inflamação gastrointestinal e ulceração.” (9)

Precauções

Os óleos de camomila são em grande parte seguros, com a cautela de que as pessoas com alergia a ambrósias possam reagir a todas as preparações da planta. A gravidez e a amamentação são geralmente contraindicadas para o uso interno de óleos essenciais.

Devido a efeitos relaxantes, as preparações de camomila podem interagir mal com sedativos. Tome cuidado com medicamentos para afinar o sangue, também. Tal como acontece com qualquer composto medicinal, mantenha uma linha de comunicação aberta com o seu médico e trabalhe com um aromaterapeuta profissional sempre que considerar o uso interno mais específico e intensivo.

Preparações de Camomila Romana

Os óleos essenciais de camomila são versáteis nas opções de preparação, com muitas maneiras de utilizá-los em ambos, uso diário e tratamentos especiais. Experimente estas aplicações para maximizar as ações específicas da camomila romana.

Pomadas e loções para rejuvenescimento da pele.

Bálsamos, sprays e banhos de assento para cicatrização de condições tópicas agudas, como hemorroida, feridas e inflamação.

Inalação e difusão para aliviar situações estressantes.

Diluição em preparações internas e culinárias para proteção digestiva

Se você não explorou os benefícios da camomila romana em comparação com a camomila alemã, aproveite para experimentar seus benefícios mais intensivos e variados.


Você gostou? Quer aprender mais sobre o uso dos óleos essenciais para melhorar a sua saúde?

Você sabia que os óleos essenciais também podem ser usados para ajudar nos casos de dores, inflamações, infecções na pele, problemas respiratórios ou disfunções metabólicas como a diabetes?

E ainda podem agir na redução de celulites, estrias, rugas e rejuvenescimento facial?

Se você quer aprender a fazer mais receitas com esses produtos 100% naturais para te ajudar com dores no corpo, dores de cabeça, estress, ansiedade, insônia, TPM, pressão alta, problemas intestinais entre outros, clique no botão abaixo para assistir um vídeo e aprender mais.


Sobre a autora:


Cris Marcondes é farmacêutica e atua há 11 anos chefiando equipes de desenvolvimento de medicamentos em multinacionais da área farmacêutica. 
Há 5 anos começou a estudar e a desenvolver diversas fórmulas com óleos essenciais para uso pessoal – óleos relaxantes, cremes e sabonetes terapêuticos, aromatizantes para o sono e diversos produtos para seu marido e filho.Hoje divide seu tempo escrevendo sobre suas experiências e ensinando outras pessoas a melhorarem suas vidas com óleos essenciais.


As informações fornecidas neste artigo foram retiradas da experiência da autora e embasados por estudos científicos referendados. São de caráter informativo e não se destinam a substituir tratamento de seu médico ou de outro profissional de saúde.

Fontes:

  1. https://umm.edu/health/medical/altmed/herb/roman-chamomile

  2. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15713350

  3. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2995283/

  4. http://bit.ly/1Nv8ebX

  5. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3588400/

  6. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10659113/

  7. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15314339

  8. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23672040

  9. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15019181